Opiniontime to think about

Os velhos são sábios

Esta pandemia veio provar que a forma de como o sistema lida com os idosos está desenquadrado da realidade e precisa urgentemente de soluções. Em todo o mundo.

Caso a humanidade não ganhe juízo na sua relação com o ambiente e os recursos naturais, as pandemias tornar-se-ão mais frequentes e, por essa razão, tendo em conta a forma de como se lida com os mais velhos, só nos faz temer pelo pior. No caso de Portugal, dois em cada cinco mortos residem em lares, representando 40% dos óbitos por Covid-19 só nesta resposta social.

Em todo o mundo, tem vindo a crescer um fenómeno que é o da discriminação em função da idade mais avançada, levando a desconsiderar os mais velhos, tratando-os como um peso morto da sociedade, em especial depois de abandonarem a vida ativa. Porém, em sociedades como o Norte da Europa, os mais velhos são considerados autênticos poços de sabedoria, fazendo recordar as cidades da antiguidade, onde estas eram dirigidas por um coletivo de anciãos capazes de guiar a comunidade.

Investigadores de todo o mundo afirmam que os mais velhos discriminados vivem, em média, menos sete a oito anos.

O abandono social dos mais velhos tornou-se ainda mais evidente. No caso dos lares, nem todos dispõem de médico, enfermeira, massagista, nutricionista ou de uma técnica que dinamize as muitas horas que os utentes ali passam. As aldeias, cada vez mais desertas, estão sós e à mercê de si mesmas e, se para cada um de nós a solidão é um problema, para os mais velhos é uma verdadeira doença.

A segurança social não tem flexibilidade e revela pouca imaginação para definir novas respostas sociais. É tal a carga burocrática que impossibilita o desenvolvimento de alternativas, encontrando as mesmas soluções para os mesmos problemas. Acontece, muitas vezes, a Segurança Social rejeitar apoio a projetos que lhe são apresentados, apenas porque não se enquadram nas valências já existentes mas, pasme-se, de seguida, que técnicas de serviço social contactam essas mesmas instituições a pedirem ajuda para encontrarem soluções por não terem respostas dentro do sistema.

E é este o Estado em que aqui chegamos.

Todos são válidos!